As mentiras sobre o sono em que você sempre acreditou

Quem aí nunca ouviu que leite com manga faz mal para a saúde? Ou que não pode entrar na piscina depois de comer? E a ideia de que não pode se olhar no espelho quando está ocorrendo uma chuva de raios? A gente não precisa nem dizer por aqui que todas essas ideias não passam de lendas urbanas, mentiras mesmo. Acontece que o sono também tem alguns “leite com manga” para chamar de seu. E não são poucas as mentiras sobre o sono que espalham por aí… 

São tantas mentiras que essa é a segunda vez que a gente faz um post sobre os tais mitos do sono. Leia o post “Fake News? Conheça a verdade sobre os maiores mitos do sono” para conferir aquelas que a gente já esclareceu.

Vamos a elas?

5 grandes mentiras sobre o sono – e a verdade por trás delas

E tem cada uma, viu? O pessoal é criativo para criar mentiras sobre o sono.

As crianças crescem durante o sono e por isso precisam dormir mais

Uma das mentiras sobre o sono mais difundidas, mas ainda assim uma mentira. Só que uma mentira com fundinho de verdade.

As crianças crescem durante todo o dia, o que não quer dizer que dormir não seja fundamental para o seu crescimento. Isso porque a produção do “hormônio do crescimento”, o GH, aumenta durante a noite. 

Já durante o dia, o GH estimula a secreção do IGF-1, outro hormônio que tem importantes funções no organismo, como a absorção de nutrientes e síntese de proteínas nos ossos e nos músculos para o crescimento. Quando é estimulado, o IGF-1 age durante todo o dia, indiscriminadamente. Por isso não podemos dizer que as crianças crescem mais durante o sono. 

Dormir de meia atrapalha o sono 

Essa não dá pra chamar de mentira, mas talvez de meia mentira (sem intenção de trocadilho).

De fato, no calor, dormir de meia pode ser incômodo e fazer os pés suarem excessivamente, o que não é nada agradável, mas em termos gerais dormir de meia pode reduzir a latência do sono, ou seja, fazer você dormir mais rápido.

Quando a temperatura permitir, usar meias para ir para a cama auxilia na vasodilatação, que aumenta o volume de sangue nas mãos e acelera a perda de temperatura corporal, essencial para uma pessoa cair no sono.  

Dica: quando estiver calor, você pode ir para a cama com uma bolsa de água fria para também ajudar no controle térmico do corpo.

Ninguém nunca morreu por falta de sono

Essa não é apenas uma mentira como é uma das maiores mentiras sobre o sono. E não estamos nem falando dos efeitos de dormir mal na saúde a longo prazo, apesar que vale a pena guardar este número: dormir menos de 6 horas aumenta em 20% as chances de um ataque cardíaco. Imagine passar dias sem dormir… 

Não é que alguém morra por não dormir, mas sim, pode-se morrer devido às consequências imediatas dessa falta de sono. Se virar uma única madrugada já causa sonolência, irritabilidade, prejuízos à concentração e dificuldades cognitivas, imagine então não dormir por vários dias. 

Passar 72 horas sem dormir é o suficiente para criar alucinações, deteriorar a capacidade de avaliar informações verdadeiras e desencadear episódios de despersonalização. Isso sem falar no risco iminente de acidentes de trânsito e de trabalho exponencialmente aumentado.

Em tempo: o recorde registrado de falta de sono é de 11 dias e 25 minutos. Nem pense em tentar superar essa marca.

A melhor posição para dormir é de lado

Surpresa! Não existe “A” melhor posição para dormir. A melhor posição para dormir é aquela que te deixa mais confortável e te faz dormir melhor.

Todas as posturas na cama tem prós e contras. Por exemplo: do mesmo jeito que dormir de lado melhora a circulação sanguínea e diminui a incidência de ronco, também aumenta a chance de rugas no rosto e gera tensão no ombro.

No link a seguir, veja dicas para tirar melhor proveito de todas as posições na cama.

Quanto mais uma pessoa dormir, melhor

Dorminhocos de plantão, atentos aqui. Sono em excesso pode ser sinal de problema. 

Naturalmente, algumas pessoas precisam de mais sono que outras. Para os adultos, por exemplo, é considerado normal dormir entre seis e dez horas por noite. É uma diferença e tanto.

Dormir a mais de vez em quando é normal, mas quando isso é rotineiro é preciso prestar atenção. Pode ser sinal de doenças como depressão, consequência do consumo de alguns medicamentos ou até lesões cerebrais, que têm como consequência frequente a aparição de distúrbios do sono. O sono excessivo também pode ser primário, sem outra condição causante. São hipersonias primárias a narcolepsia, síndrome de Kleine-Levin e a hipersônia idiopática.

E aí, quais outras grandes mentiras sobre o sono que você quer ver aqui no Blog do Persono? Comente nas nossas redes sociais (clique aqui para acessar o Instagram do Persono) que a gente resolve esse mistério.

…..

Fonte: Site Persono – Matéria publicada na íntegra >>aqui<<

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s