“Eu estou tão cansado que não consigo descansar” ou “eu estou cansado o tempo todo, não aguento mais!”. Não está nada fácil encontrar alguém que não admita que está exausto, física e mentalmente. Opa, reparou como falamos de dois tipos de cansaço diferentes? Surpresa: também existem tipos de descanso diferentes.

Aliás, ainda existem diferentes tipos de cochilo, você sabia?

Mas hoje é de descanso que vamos falar. Porque está todo mundo precisando de um. 

Em um TED Talk super viral, a médica e pesquisadora Dra. Saundra Dalton-Smith tem a resposta do porquê estamos todos tão cansados: é porque não sabemos descansar e acabamos confundindo não fazer nada com descanso. 

Inclusive a Dra Dalton-Smith inclusive diferencia o sono do descanso. Não que o sono não seja importante para você descansar, ele é fundamental para dar um tempo para corpo e mente. Só que o descanso vai além e também é imprescindível quando estamos acordados, afinal nós não somos máquinas com botão de ligar e desligar.

Os 7 tipos de descanso e porque você precisa de todos eles 

“O resultado (da falta de descanso) é uma cultura de busca constante por resultados, alta produtividade e cansaço e burnout crônicos. Nós sofremos de um déficit de cansaço porque nós não entendemos o poder real do descanso”.

Descanso físico

O descanso físico não é exclusivo para pessoas que se movimentam muito ou que correram uma maratona. Até quem trabalha o dia inteiro sentado precisa dar um descanso para o corpo e tirá-lo da posição estática e da má postura.

Por isso, o descanso físico pode ser:

  • Passivo, ou seja, o sono. Este é o momento de menor movimentação do seu corpo, quando ele tem tempo de se recuperar do estresse diário e se preparar para o dia seguinte. Leia mais: Conheça o que acontece com o seu corpo durante o sono
  • Ativo, que são aquelas atividades restauradoras para o corpo, como alongamento ou uma massagem, que ajudam a desestressar e flexibilizar a musculatura. Sabe aquela estralada nos dedos? É uma forma de descanso ativo.

Descanso mental

O segundo dos tipos de descanso é o descanso mental. Claro, uma sessão de meditação ou tirar as suas merecidas férias são excelentes formas de descansar a cabeça, mas você não precisa (e nem deve) esperar por esses grandes momentos.

Também não precisa nem esperar o cérebro dar aquela “bugada” diária no meio da tarde. Enquanto estiver trabalhando ou estudando, programe pequenos descansos de 10 minutos a cada duas horas. Levante-se, passe uma água no rosto, alongue-se (olhe o descanso físico ativo!), faça um lanche.

Desconectar o WhatsApp à noite ou deixar o celular longe são outras boas dicas de descanso mental. 

Tudo isso é o suficiente para o cérebro descansar e voltar bem melhor. Você não está “perdendo” 10 minutos, muito pelo contrário. 

Descanso sensorial

O chamado sensory overload ou sobrecarga sensorial é um problema tão atual quanto desprezado. Preste atenção ao seu redor: quantas informações você percebe sem nem mexer a cabeça? É possível que você esteja lendo esse texto enquanto come ou ouvindo uma música. Isso sem falar na notificação piscando no celular. 

É muita informação ao mesmo tempo

O descanso sensorial é desconectar de tudo por um tempo. Fechar os olhos por um par de minutos algumas vezes ao dia, em silêncio, é o suficiente.

Descanso criativo

Não sei quem precisa ler isso neste momento, mas aí vai: você não precisa ser produtivo o tempo todo. 

Na lista de tipos de descanso, o descanso criativo é aquele que “recupera o fascínio e a magia dentro de cada pessoa“. Em outras palavras, é buscar a inspiração sem pressionar você mesmo para que ela apareça, ativamente (escutando uma música que você ama, por exemplo) ou passivamente (o famoso ócio criativo).

Dê tempo para o seu cérebro montar o quebra-cabeças que você não está conseguindo. 

Descanso emocional

É proposital que o descanso emocional e o descanso mental estejam bem separados. Eles não são sinônimos.

O descanso emocional antes de mais nada é um ato de coragem, de saber que ninguém precisa carregar o peso do mundo nos ombros. Quem já viu a nova animação da Disney, Encanto, é o descanso que precisa a personagem Luísa.

Dê tempo para você mesmo processar as suas emoções e ser sincero sobre elas. Dizer não é uma possibilidade à qual você deve se abrir para realmente descansar.

Descanso social

Falando em coragem… O descanso social não é necessariamente sobre ficar sozinho (mas se você preferir, é sobre isso sim), mas de escolher o seu círculo.   

Descanso social é você investir o seu tempo com as pessoas que fazem bem a você, que te dão energia e apoio moral. Isso ao mesmo tempo em que deixa de lado, mesmo que temporariamente, aquelas que te fazem mal. É sobre, mais uma vez, dizer não. 

Descanso espiritual

Na definição da Dra. Dalton-Smith, descanso espiritual é “a habilidade de se conectar além do físico e do mental e sentir o pertencimento, o amor, a aceitação e o propósito“.

Para pessoas religiosas, esse refúgio pode ser a própria religião. Para quem não é religioso, pode ser um voluntariado, algo que você sinta que faz bem para a alma. 

Com certeza você pensou naquilo que é o descanso espiritual para você enquanto lia, mesmo que de maneira inconsciente. 

Vai descansar! Porque até para dormir bem você precisa estar descansado.

Fonte: Persono

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s