A cefaleia em salvas (também conhecida como cefaleia suicida) é um tipo de dor de cabeça que acomete 1-4 pessoas em cada 10.000 habitantes, afetando mais de 500.000 brasileiros. Acomete mais homens (o triplo de homens para cada mulher afetada, e tende a surgir na segunda década de vida.


A dor de cabeça geralmente é extremamente intensa, unilateral, na região do olho ou lateral da cabeça, durando em torno de 15-180 minutos, se não tratada. Os demais sintomas ocorrem do mesmo lado da dor, e são: lacrimejamento com olho vermelho, congestão nasal, nariz escorrendo, sudorese em face e palpebra baixa. Geralmente os episódios de dor são acompanhados por agitação, podendo ocorrer de 1 a 8 episódios por dia.


É importante ficar atento aos sintomas, por se tratar de uma doença subdiagnosticada (ou com atraso no diagnóstico), com grande impacto sobre a qualidade de vida, porém para a qual existe tratamento, tanto agudo para as crises (também chamado de tratamento abortivo), quanto para prevenção dos episódios (tratamento profilático), lançando mão também de medicações que ajudam nas crises até o momento do medicamento profilático iniciar seu efeito.

……

Texto de autoria da Dra. Rhina Sampaio
17039 CRM/ 11060 RQE

Dia 21 de março é o Dia Internacional da Conscientização da Cefaleia em Salvas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s